11/03/2017

Arte e eu

Imagem de Katsiaryna Pleshakova


Eu sou feliz! Juro! Quer dizer... Não o tempo todo. Mas se tem algo que sei fazer é sorrir com gosto e amar sem medo. Sem medo, é mentira! Às vezes tenho medo de amar demais, mas esse medo não paralisa meu sentimento, mas uma coisa eu tenho que confessar: Eu nunca tive apego à vida!
A maturidade foi o maior presente que ganhei. A cada ano, a vida vai te presenteando um quilo a mais de sabedoria e um quilo a mais de responsabilidades. Eu acho que é isso o que significa o termo: O peso dos anos.
Estar mais madura me possibilitou uma consciência ampla sobre minhas próprias competências e amenizou o duro julgamento que eu atribuía sobre mim. Também me trouxe mais confiança e extinguiu a necessidade de aceitação alheia sobre as minhas produções, além de ampliar minhas expectativas em relação aos meus desejos pessoais.  
A minha maior defesa contra as epidemias psíquicas é a contemplação da criatividade alheia. Aliás, Rollo May, o psicólogo existencialista em seu livro: “A coragem de criar”, ressalta que a criatividade é o combustível da arte e que sem a arte a gente não conseguiria resistir às loucuras desse mundo turbulento.
Eu nunca quis viver aqui para sempre. Ambiciono algo muito maior e eterno. E todas as vezes que eu me deparo com a dor eu penso sempre no dia em que nada mais disso vai existir.
Parece utópico, mas de uma coisa eu tenho certeza... Qualquer forma de expressão humana me faz querer viver aqui para sempre, porque é o que me liberta, me eleva, me felicita e faz o meu coração pulsar. Só diante da arte eu me condoo pela vida terrena não ser eterna.

29 comentários:

  1. Que texto bacana! Reflexivo mesmo. Concordo com você em relação a arte. Para mim a arte é a forma como a alma se expressa! E quando uma obra de arte nos toca, é como se fosse o encontro de duas almas falando a mesma linguagem, sem necessidade de palavras!
    http://colecionandoromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Que texto lindo. Palavras bonitas e repletas de sabedoria e crescimento.Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Verdade, a maturidade faz com que a consciência fique mais acessível, ou o self. Concordo, a arte é quase como o ar que respiramos, uma necessidade.

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Menina, que texto lindo e que exala verdades por cada frase, assim como provoca reflexões a cada trecho. Amei.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Olá,

    Achei muito lindo seu texto, principalmente o começo que fala sobre felicidade.
    É importante ser feliz, pois muitas coisas ao nosso redor conspiram contra.
    Ainda acho que preciso madurecer, cresci bastante de 2012, mas acho que posso crescer ainda mais, e assim usar a maturidade melhor.
    Parabéns pelo texto, você tem muito talento! Espero que continue escrevendo mais e mais.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A maturidade é uma benção! rsrs Grata pelo comentário! Beijos!

      Excluir
  6. Outro dia estava na aula, e o professor resolve falar de criatividade. Pensei "mas o que isso tem a ver?". E a verdade é que tem tudo a ver. Ultimamente nós precisamos de criatividade pra absolutamente tudo o que formos fazer, pois só assim seremos únicos naquilo que fazemos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! Criatividade tem tudo a ver! É isso! Quanta sabedoria! Grata pelo comentário!

      Excluir
  7. Adorei ver a sua consciência da maturidade, algo que vejo que falta muito por aí. O que acontece não é mesmo? A arte é a coisa mais linda que nos conecta com tudo, seja como for, onde for, nos sentimos leves e felizes. Que os anos continuem com seu peso, que nossa maturidade sempre seja melhorada. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maturidade está em falta, sim! é verdade, Isa! É isso! Você também disse tudo! Grata pelo comentário!

      Excluir
  8. Li o primeiro parágrafo e tiver a certeza que me ia identificar imeeenso com a sua reflexão, e identifiquei mesmo. Me revi imenso nas suas palavras e na forma como você encara a vida, o amor, enfim, o amor à vida.
    Gostei muito!
    Beijos

    Pseudo Psicologia Barata

    ResponderExcluir
  9. Que texto lindo! A arte realmente tem um poder imensurável, parece que nos faz transcender, é difícil de explicar. Existe uma simplicidade encantadora no seu texto, na sua escrita, nas suas palavras <3

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem?
    Nossa que texto lindo, parabéns.
    Amei as profundas reflexões que ele traz.
    Para mim amadurecer não foi tão bom assim, mas eu sei que vai ser melhor.
    Parabéns pelo post.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Adorei o texto e as reflexões que ele trouxe.
    Me tocou, particularmente, a parte que falou da arte como forma de resistir às loucuras desse mundo. Para mim, é exatamente assim mesmo. Quando estou triste ou abalada pelos problemas da vida, é sempre na arte que encontro consolo e a tranquilidade que preciso.
    Gostei muito do post!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. A arte tem esse poder de ir lá nos escombros do coração e reavivar aquilo que se deu por calejado ou sem jeito, seja através de uma música, coreografia, escrita, pintura, filme, artesanato, etc.

    A arte é aquela amiga, que quando a gente menos espera, nos dá uma sacodida de sentimentos, só pra ver se a gente ainda tá acordada. Lindo texto!
    Beijos!
    http://vivendolaforanoseua.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Adoro teus textos e me vejo muito em você... Ahaha Sou apaixonada pela arte e acredito que você escreva muito bem, pois consigo sempre sair do seu espaço literário um pouco mais leve e admiro o seu talento com as palavras.

    Um beijo, Carol
    Blog com V.

    ResponderExcluir
  14. Amei o texto, você escreve muito bem, parabéns!! Reflexão muito interessante, lindas palavras.

    www.umjovemlleitor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. O texto é muito bem escrito, Eli, excetuando uma repetição da palavra "aqui". Fiquei na dúvida sobre o gênero...

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bem?
    Que texto bonito!
    Sobre a maturidade: o que me trouxe foi consciência e empatia.
    Bjs

    ResponderExcluir
  17. ADOREI!
    Você escreve maravilhosamente bem!!!


    Bjs
    Suka
    http://www.suka-p.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Adorei seu texto e a melhor parte é a identificação com uma parte, você mesma citou "as vezes tenho medo de amar demais", achava que somente eu tinha esse medo meio estranho de amar muito e a pessoa do outro lado amar de menos, então sempre tem q manter esse controle de não se entregar 100%

    ResponderExcluir