21/11/2014

Imperfeição

Noite gélida que se aquece com o teu suspiro
Na qual me são essenciais teus abraços e teu riso
Em teu falar eis a brisa que à minha alma traz frescor
Música que me toca, alívio para a minha dor
Amo a tua imperfeição e a magnitude do teu olhar
Amo os teus sonhos, teu silêncio, tua pele, teu respirar.



2º lugar no III Concurso "O Velho Matemático" Brasília, 2014. p.163

Nenhum comentário:

Postar um comentário