08/07/2015

Escrita terapia

Ao despontar uma dor aguda no peito

Ou romper uma alegria infinda na alma

Os mais breves momentos ou os instantes intensos

Permita-se eternizá-los no ardor de uma das mais belas artes,

dentre fotos, desenhos, esculturas, casas e quadros.

Empenhe-se na arquitetura das palavras.

Exponha de si aos outros e dos outros ao mundo.

Exprima idéias, imprima habilidade

Construa castelos e muralhas de proteção contra a ignorância

Elas desprendem mentes engaioladas, percepções enrijecidas

Ganham forma, movimento, confortam, confrontam...

Palavras não libertam quem as lê

Libertam quem as escreve.

Escreva!


Um comentário:

  1. Meus Deus, parabens!! voce tem o dom da escrita, palavras libertam quem as escreve, isso é muito verdade. Adorei os textos, bjs.

    ResponderExcluir