25/05/2016

Cumprimento (Monólogo)

E quando tudo só pode acontecer na sua mente?
Só resta sonhar. Mesmo que o SONHO esteja personificado diante de seus próprios olhos, sorrindo seu melhor sorriso. Engula as palavras! CUMPRIMENTE-O, apenas de forma cordial e formal como sempre fez. Como sempre fará. Você não pode ir além. Lembre-se disso! Padeça de platonice aguda! 


Olha lá, meu sonho personificado!
Materializado a poucos metros de mim
Meus olhos não se cansam de fitar seu semblante.
Minha boca não se cansa em desejar a sua...
Meus braços imploram envolvê-lo num amplexo
E o meu corpo insiste em furtar seu toque.
Enquanto encurtas a distância de nossos corpos...
Não sei se é o universo que trepida
Com a firmeza e perfeição dos seus passos
Se são meus juízos que cirandam
Com o ardor da chama daqueles olhos
Ou se é minha sanidade que entontece
Só de imaginar a proximidade da temperatura 
Da sua respiração sobre minha pele
Minhas emoções se agitam aflitas, confusas!
Sem saber se o chamo de vida, carinho, perfeição...
Meu Deus! Minha boca está pronta pra pronunciar algo
Sinto-me tentada em ressaltar sua importância e dizer
Com todo carinho e pureza um sonoro:"Bom dia, meu amor!"
Pelo menos é o que a mente insiste em comandar
Mas num átimo sepulto essa intenção com receio.
O sonho se aproxima e para alcançá-lo
É somente estender as mãos em direção a ele
Não poderia permitir que outra vez ele fuja!
Este é o momento de agarrar o sonho com toda força!
Centímetros separam nossos corpos agora
Um abismo agonizante e infindável
Meu coração disparado em desalinho com a razão,
Minhas pupilas tremem junto com o resto do meu corpo
E mesmo pronta para fazê-lo feliz 
Levitar sem tirar os pés do solo,
Cumprimento-o como sempre...
Apenas sorrindo amarelo, somente com um frio e infértil:
"Bom dia!"

Música: APENAS MAIS UMA DE AMOR / Lulu Santos - Versão Lexa

3 comentários: